EAD disponível!
Monitoramento Sismográfico na Mineração e na Construção Civil
VOLTAR

Inscrições

Abertas
8/4 à 10/04/2019
Belo Horizonte - MG

Para mais informações:

Abertas
10/6 à 12/06/2019
Belo Horizonte - MG

Para mais informações:

Carga Horária
24

Público Alvo

O curso é dirigido a Engenheiros, Geólogos, Construtores, Técnicos, Vendedores, Representantes/Fabricantes, assim como todos os profissionais que trabalhem direta ou indiretamente com explosivos.

Objetivo

O curso visa transmitir aos participantes os conhecimentos fundamentais, que lhes permitirão realizar um monitoramento sismográfico de acordo com as normas vigentes na mineração e na construção civil.

Programa

 

PARTE TEÓRICA 

. A influência da perfuração de rocha na vibração do terreno, no pulso de ar e no ultralançamento.
. Conceito de onda terrestre e de sobrepressão atmosférica.
. Tipos de onda que interferem nas vibrações dos terrenos.
. Causas da vibração do terreno e da sobrepressão atmosférica  e como mitigá-las.
. O efeito do fenômeno da ressonância nas estruturas.
. Norma nacionais (ABNT 9653:2018) e CETESB-SP (D-7013) para os limites de vibração em função da frequência de vibração do terreno.
. Cálculo da distância escalonada de acordo com a norma 9653:2018.
. Como elaborar a lei de atenuação da vibração do terreno e do ar para prever o nível de vibração em um ponto de preocupação.
. Monitoramentos dos desmontes de rochas por explosivos (céu aberto e  subterrâneo).
. Determinação da velocidade da onda primária (Vp), no maciço rochoso, com a utilização do sismógrafo de engenharia.
. Monitoramentos sismográficos nas cavidades.
. Monitoramentos sismográficos dos efeitos das vibrações dos desmontes de rocha  por explosivos e dos equipamentos de grande porte nas barragens de rejeitos.
. Monitoramentos sismográficos contínuos (tráfego terrestre e ferroviário, bate-estaca, britadores, motores, demolição, pontes, monumentos históricos etc.).
. Estação de monitoramento on line.
. Vistoria cautelar.
. Causas dos defeitos estruturais nas residências e emissão de laudos.
. Boas práticas de monitoramento sismográficos.
. Conceito de sustentabilidade.
. Como estabelecer uma boa relação com as comunidades que residem no entorno das escavações de rochas por explosivos.

PARTE PRÁTICA

. Check List dos equipamentos e dos materiais, antes da ida para o campo.
. Descrevendo os recursos do sismógrafo de engenharia.
. Métodos de fixação do sensor (geofone) e do microfone de acordo com a NBR  9653:2018 da ABNT.

PROGRAMAÇÃO DO SISMÓGRAFO:  

. Entrada dos dados da localização, da data e hora, da distância e da carga máxima por espera.
. Estabelecendo os valores de disparo do sismógrafo para a velocidade de vibração do terreno e para a sobrepressão atmosférica.
. Cálculo para a programação do tempo de duração do monitoramento.
. Seleção do modo de operação: disparo simples, contínuo, manual, histograma e histograma combo.
. Interpretação dos sismogramas.
. Aplicações específicas de cada variável da vibração (deslocamento, velocidade  e aceleração).
. FFT - Aplicação de Fourier para determinar a frequência de vibração predominante.
. Recursos para editar o sismograma.
. Cálculo do tempo efetivo dos retardos dos iniciadores.
. Transferindo os dados para o PC e/ou notebook, pen drive, HD externo.
. Cuidados que devem ser tomados no armazenamento dos arquivos gerados.
. Elaboração da lei de atenuação e simulações dos prováveis níveis de vibração do terreno e do ar.
. Boas práticas, após o monitoramento, com o meio ambiente (limpeza da área);
. Apresentação dos resultados dos monitoramentos através de Mapas de iso-velocidades e iso-pressão acústica para o conjunto de todas as detonações realizadas.
. Mapa de iso-valores de sustentabilidade em relação as vibrações.
. Elaboração de Relatórios de Monitoramentos Sismográficos.

OBS: O participante deverá trazer o seu notebook.